21 de junho de 2024
Av. João Ferreira, 555 – Centro
Geral

Conselho de Água Branca realiza planeja aplicação de recursos no setor cultural

A Prefeitura de Água Branca, através da Secretaria Municipal de Cultura, realizou a Reunião do Conselho de Cultura sobre o PAAR PNAB, que teve como pauta única a aplicação do Plano Anual de Aplicação dos Recursos (PAAR), e propostas para a execução da Política Nacional Aldir Blanc de Fomento à Cultura (PNAB), ano de 2024. A reunião ocorreu dia 24 de maio, na sede da Secretaria de Cultura de Água Branca.

Estiveram presentes na Reunião do Conselho de Cultura, os representantes do Conselho da sociedade civil e Poder Executivo e agentes de cultura.

“A participação de cada um foi essencial para que possamos construir um Plano Anual de Aplicação de Recursos (PAAR) que traduza os anseios e propostas da equipe de cultura”, aponta o secretário da Cultura e Turismo, Geraldo de Majela Rodrigues.

A Política Nacional Aldir Blanc de Fomento à Cultura (PNAB), instituída pela Lei nº 14.399, de 8 de julho de 2022, tem como objetivo fomentar a cultura nacionalmente ao apoiar todos os Estados, o Distrito Federal e os Municípios brasileiros, até 2027. Por meio dessa política, será possível investir regularmente em projetos e programas, tendo em vista que serão feitos repasses financeiros da União aos Estados, Distrito Federal e Municípios de forma continuada.

A Secretaria informou que os recursos direcionados ao município de Água Branca serão obrigatoriamente direcionados para a implementação em projetos e ações para manutenção, formação, desenvolvimento técnico e estrutural de profissionais, espaços, iniciativas, cursos, oficinas, intervenções, performances e produções;

Para o prefeito Júnior Ribeiro, a aplicação é essencial também para a formação de crianças e jovens. “Continuaremos a oferecer oportunidades de acesso à cultura e lazer, especialmente à futura geração. Continuaremos a realizar manifestações culturais e ações, projetos, programas e atividades artísticas, para enriquecimento do patrimônio cultural da população aguabranquense”, finaliza.