6 de julho de 2024
Av. João Ferreira, 555 – Centro
Geral

Prefeitura de Água Branca inicia atividades do Setembro Amarelo

As atividades alusivas ao Setembro Amarelo foram iniciadas na manhã desta quarta-feira (06) em Água Branca. Organizadas pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, com o apoio das secretarias de Assistência Social e Cidadania e de Educação, as ações visam à prevenção do suicídio, com o objetivo de alertar a população a respeito do problema.

Durante o intervalo das consultas, no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), os profissionais abordaram a promoção à saúde, alertando os usuários sobre a realidade do suicídio no Brasil, no Piauí e em outros municípios, assim como suas formas de prevenção.

Entre as ações que serão desenvolvidas durante este mês, estão palestras nas escolas da rede municipal, estadual e privadas, além das Unidades Básicas de Saúde, alertando sobre a realidade e formas de prevenção ao suicídio. As atividades serão voltadas, prioritariamente, para os jovens e desenvolvidas pelas equipes do Caps e Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF).

O secretário de Saúde, Amilton Feitosa, afirma que a campanha tem como objetivo abordar a temática de forma ampla, tratando sobre todos os fatores que levam ao suicídio e métodos de prevenção. “A ideia central do evento, durante todo o mês de setembro, não é abordar a temática de forma individualizada, focando apenas na pessoa, no sentido de culpabilizá-la, mas refletir sobre os fatores sociais e culturais que estão relacionados ao suicídio, os nossos modos de ser e estar no mundo e as condições sociais para que tenhamos qualidade de vida”, destaca.

A secretária de Assistência Social, Danielly Sousa, ressalta que a questão do suicídio também deve ser abordada nas ações sociais. “O suicídio é um problema de saúde pública, mas também social. Precisamos discutir o tema e procurar entender como os casos acontecem, para, assim, evitar novas situações. Devemos, acima de tudo, olhar o outro de forma mais humana e solidária”, diz.

Cleidimar Tavares, por sua vez, fala sobre a participação da Secretaria de Educação na campanha. “Infelizmente, os casos de suicídio têm aumentado consideravelmente entre os jovens e adolescentes, por isso a importância de discutir o tema dentro ambiente escolar”, afirma.