22 de junho de 2024
Av. João Ferreira, 555 – Centro
Administração

Morre em Água Branca, o empresário Manoel de Sousa Reis “O Manduca”

Manoel de Sousa Reis, o manduca, como era mais conhecido pela sociedade aguabranquense, faleceu na noite de ontem, terça-feira (19), aos 83 anos de idade. Ele estava em constante tratamento em Teresina, mas não resistiu aos problemas cardiovasculares  e veio a óbito.

História

Manduca, é filho da cidade de Hugo Napoleão e casado com dona Laura, pai de 10 filhos, 21 netos e 08 bisnetos. Dentre estes a professora Marizete, a ex-vereadora Maria Laurismar, professora Diuzamar; Sousa Filho “o Sozinha”, Evangelista, Laurentino, Francisco …

Foi um dos primeiros comerciantes de Hugo Napoleão e Água Branca, onde trabalhou por no ramo de supermercado, situado na Av. Neco Teixeira, centro da cidade. Foi um dos primeiros a apostar  em vendas, não só no varejo, mas, também, no atacado.

Numa época em que a revolução industrial ainda era tida como novidade para o Piauí, manduca inaugurou e manteve por vários anos uma indústria que triturava o grau de milho, transformando-o em massa para o preparo do cuscuz, prato preferido de muitos piauienses.  Naquela época, foi ele o responsável pela nossa revolução industrial, juntamente com José Augusto de Carvalho e outros.

No campo político, foi vereador do parlamento aguabranquense, num momento em que o Brasil vivia o regime de exceção (ditadura), onde parlamentar tinha suas limitações de atuação. Hoje vereador recebe subsídio, em sua época, pagava para trabalhar pelo povo.

O legado de Manoel de Sousa Reis, sem dúvida, é a força do trabalho e de ter acreditado no desenvolvimento de Água Branca através de seus empreendimentos.

Seu corpo está sendo velado em sua residência, localizada na praça de eventos José Pereira Lopes, centro de Água Branca e deverá ser sepultado no final da tarde de hoje(20), no Cemitério São José deste município.

O Prefeito Municipal de Água Branca, Jonas Moura de Araújo, decretou luto oficial por 03 (três) dias pela sua morte.